Criolipólise

O que é Criolipólise

É um método não invasivo que age na redução da gordura corporal através do congelamento controlado a vácuo, capaz de destruir as células de gordura e as eliminar juntamente com as gorduras que estão em seu interior. 

A palavra “criolipólise” é a junção de três palavras científicas e antigas. “Krios”, que vem do grego e quer dizer “frio”, “lipo”, que significa gordura” e “lise”, que significa “quebra”. Ou seja, Criolipólise é a quebra de gordura através do frio.

 

Como funciona o tratamento

Ela é feita com o uso de um aparelho que promove uma espécie de sucção na pele e congela as células de gordura a -7º C. Desta forma, após o procedimento a gordura congelada vai deixando o organismo. A eliminação das estruturas dos adipócitos destruídas com a baixa temperatura é feita pelo sistema imune e a gordura no interior das células é conduzida ao fígado pelo sistema linfático para sua metabolização. Uma vez que o sistema linfático leva apenas uma pequena quantidade diária de gordura para ser metabolizada, não há perigo de sobrecarga do fígado nesse processo.

Para fazer a técnica, o profissional faz uso de uma manta protetora para a pele e depois posiciona o equipamento na região a ser tratada. Assim, o aparelho irá sugar e resfriar essa área até cerca de -7 a -10ºC por 1 hora, que o tempo necessário para que haja congelamento das células de gordura.

 

Indicações

A criolipólise é um procedimento simples e que pode ser realizado em várias partes do corpo, como coxas, abdômen, tórax, quadril e braços, por exemplo.

 

Resultados 

Os primeiros resultados aparecem entre 6 e 8 semanas após a aplicação, sendo que a gordura continua a ser eliminada por até quatro meses, dependendo do organismo de cada paciente. A redução esperada da quantidade de gordura é de 18% a 33% por área tratada. São indicadas de 1 a 3 sessões com intervalos mínimos de 2 meses e máximo de 3 sessões por ano.

 

Contra indicações

É contraindicada para pessoas com sensibilidade ao frio - como quem tem urticária, por exemplo -, com hérnias no local da aplicação, infecções na pele, para gestantes e para quem passou por cirurgia recentemente. Para quem pretende emagrecer, vale lembrar que o método combate a gordura localizada e não o excesso de peso, pois não atinge gordura em todas as áreas do corpo ou mesmo a visceral, gordura que se deposita entre os órgãos.