Manthus

O que é Manthus

O Manthus é um aparelho computadorizado, extremamente preciso e versátil, constituído por geradores de ultrassom e correntes. Ele é um aparelho que gera ultrassom e correntes estéreo-dinâmicas ao mesmo tempo, todo este processo é conhecido de eletroporação. Ele tem o objetivo de fluidificar a gordura e permeabilizar a pele, para uma futura aplicação de princípios ativos para o tratamento da celulite e de gordura. 

 

Como funciona o tratamento

O equipamento é multifuncional e possui cabeçotes do tipo tripolar que agem no aumento dos estímulos de lipólise (quebra da gordura), consequentemente ele fará uma melhoria na microcirculação local, facilitando a diminuição de medidas redução das tão temidas celulites. O aparelho é acionado após a colocação de um gel condutor na região a tratar e depois é realizada uma massagem em movimentos circulares para eliminar a gordura localizada.

A quantidade de sessões varia de acordo com cada pessoa, levando em consideração o corpo, o objetivo esperado e os hábitos de vida de cada indivíduo. Em geral são oferecidas no mínimo 10 sessões, os quais devem ter um intervalo determinado pelo profissional, geralmente são realizadas entre uma e duas vezes por semana.  A sessão tem a duração de aproximadamente 30 minutos. 

 

Indicações

É indicado para homens e mulheres que desejam tratar celulite e gordura localizada. Também é indicado para tratamentos pós-cirúrgicos, pois promove o aumento da atividade metabólica, resultando em rápida reabsorção de hematomas, além de promover a formação de colágeno, evitando a formação de aderências após as cirurgias. 

 

Resultados

Os primeiros resultados do Manthus já podem serem vistos a partir da 3ª sessão de tratamento e são progressivos. Melhora da gordura localizada e celulite, remodelagem corporal,  melhora da textura da área tratada e aparência da pele. 

Esse tratamento alcança melhores resultados quando é utilizado em conjunto com a prática regular de atividade física e reducação alimentar 

 

Contra Indicações

  • Gravidez;
  • Diabetes;
  • Doença renal ou hepática;
  • Colesterol alto;
  • Doença cardíaca;
  • Epilepsia;
  • Uso de Dispositivo Intra Uterino de cobre;
  • Ferida ou infecção na área de tratamento;
  • Flebite;
  • Varizes na área a ser tratada;
  • Paralisia;
  • Hipertensão descompensada;
  • Em caso de prótese, placas ou parafusos metálicos no corpo.