Massagem Neuromuscular

O que é Massagem Neuromuscular

A massagem neuromuscular ou terapia neuromuscular é uma forma de tratar os problemas de saúde e a dor em diferentes partes do sistema esquelético, através de uma série de massagens altamente especializadas e focadas em pontos-chave do sistema nervoso.

 

Como funciona o tratamento

A técnica funciona através da manipulação dos músculos, tendões, articulações e tecidos conjuntivos do corpo para manter o equilíbrio do sistema nervoso. A massagem neuromusular ativa as funções neurais a partir de técnicas de pressão sobre pontos específicos relacionados ao tecido miofascial. O tecido fascial funciona como uma membrana protetora sobre os músculos e órgãos, inclusive as meninges, que protegem o nosso sistema nervoso central. Este tecido pode ser o responsável por muitas dores no corpo, já que se encontra presente por toda a nossa extensão corporal. A alteração e liberação da fáscia é o que proporciona o alívio de dores crônicas. 

A massagem foi desenvolvida com o intuito de tratar dores musculares profundas em diferentes partes do corpo, para aumentar a mobilidade e flexibilidade da mesma, na primeira sessão naturalmente se sentirá algum grau de dor, o que vai diminuindo no decorrer das outras sessões. 

 

Indicações

  • Lesões musculares;
  • Isquemia;
  • Dores provocadas pela Fibromialgia;
  • Lesões na mandíbula ou lesões faciais;
  • Dor no nervo ciático;
  • Formigamento nos membros;
  • Síndrome de túnel do carpelo (inflamação nos tendões do pulso);
  • Dor crônica;
  • Cervicalgia;
  • Stress;
  • Cansaço físico e mental;
  • Estafa;
  • Esgotamento mental.

 

Benefícios

As massagens neuromusculares não apenas aliviam todos os tipos de dor, mas ajudam a melhorar a postura, proporcionando maior flexibilidade, agilidade, redução da toxicidade no corpo, aumento da gama de movimento e a melhora dos tônus muscular.

 

Contra Indicações

  • Problemas circulatórios ou inchaço;
  • Hipersensibilidade à dor;
  • Lesões musculares ou ósseas diagnosticadas;
  • Pessoas que fazem uso de medicamentos anticoagulantes;
  • Regiões do corpo recentemente feridas ou com hematoma;
  • Gravidez.