Microagulhamento com Dermaroller

O que é Microagulhamento

Também conhecido por Indução Percutânea de Colágeno por Agulhas (IPCA), o microagulhamento é um procedimento dermatológico baseado em diversas agulhas metálicas bem pequenas que perfuram as camadas da pele para estimular colágeno. O procedimento cria-se múltiplos micro-canais, através dos quais se utilizam formulações com princípios ativos que penetram nestes micro-canais com maior efetividade.

 

Como funciona o tratamento

Dermaroller

É um aparelho cilíndrico incrustado com centenas de agulhas muito finas e pequenas (de 250 a 640 micro agulhas) presas a ele. O tamanho das agulhas variam de acordo com a necessidade de cada pessoa.

O procedimento consiste em provocar micro-lesões na pele, através de “furinhos”, deixando áreas ao redor intactas, quase microscópicas, para que sirvam de aporte à regeneração da lesão provocada. É realizado com a aplicação de um creme anestésico dependendo do comprimento da agulha utilizada. Com um rolo de agulhas, são realizados movimentos de vai e vem na área tratada, surgindo um pequeno sangramento, que cessa após alguns minutos.

 

Indicações

É indicado para o tratamento de cicatrizes, especialmente as de acne, estrias, rugas ou linhas de expressão e flacidez, queda de cabelo, melasma e drug delivery em geral. 

 

Duração do tratamento

O número de sessões varia, porém no geral, é indicado entre duas e quatro sessões, com intervalo de 21 a 30 dias, para que a pele se recupere. Esse período de intervalo é chamado de "down-time" processo de inflamação, proliferação e remodelagem do tecido e deve ser respeitado.

 

Contra Indicações

O tratamento está contra indicado nas seguintes situações: câncer de pele; acne ativa; psoríase, infecção por herpes labial; terapia com remédios anticoagulantes como heparina ou aspirina; histórico de alergias a pomadas anestésicas locais; doenças autoimunes; diabetes mellitus não controlada e mulheres grávidas.

 

Cuidados antes do procedimento

Para fazer o Microagulhamento o paciente não deve estar com a pele bronzeada nem apresentar infecções locais. Câncer da pele na área tratada ou nas proximidades também contraindica a técnica. 

 

Cuidados após o procedimento

A pele trabalhada precisa receber cuidados especiais durante algum tempo, que será repassado pelo profissional. Após a realização da técnica, a pele pode apresentar leve descamação, vermelhidão, ardor e um leve edema, além de sensibilidade ao frio, calor e principalmente ao sol. Não é recomendado o uso de nenhum FPS por até 12h após ter realizado o microagulhamento. Após esse período o fotoprotetor é obrigatório. Evitar exposição solar nos primeiros 30 á 45 dias e sempre usar filtro solar adequado, lembrando de reaplicar o fotoprotetor conforme a recomendação na embalagem do produto.