Quiropraxia

O que é Quiropraxia

O termo Quiropraxia deriva de duas raízes gregas: "Quiro" (mãos) e "Praxis" (praticar), ou seja, "praticar com as mãos". A técnica lida com o diagnóstico, o tratamento e a prevenção de problemas no sistema neuro-músculo-esquelético, bem como seus efeitos na saúde em geral. É uma das terapias manuais mais utilizadas e que dá enfoque na manutenção e restauração da saúde, estabelecendo uma relação entre a estrutura (corpo) e a função (desempenho).

 

Como funciona o tratamento

A primeira consulta com o quiropraxista consiste na avaliação do paciente, em que as observações, queixas e objetivos são ouvidos pelo profissional, também será realizado o exame corporal, em que os aspectos neurológicos e ortopédicos são avaliados, e podem ser realizados procedimentos de ajuste vertebral se o paciente estiver apto à terapia. Em alguns casos específicos, o quiropraxista pode, antes de iniciar o tratamento, solicitar exames complementares, como raio-X, tomografia e ressonância magnética, a fim de analisar mais detalhadamente os aspectos da coluna. Esses procedimentos são o ponto característico da quiropraxia e consistem em movimentos rápidos, com uso de força controlada e precisão, movimentando e liberando as articulações, muitas vezes, esses movimentos rápidos geram estalos, mas a ação é sempre cuidadosa, segura e não provoca dores. As próximas consultas envolvem ajustes ou recolocações vertebrais específicas para cada pessoa, sempre conforme avaliação do quiropraxista.

O tempo de cada sessão, a duração do tratamento e a frequência semanal dependem de cada tratamento e do quadro do paciente. Em geral, a sessão dura entre 20 e 50 minutos, e a frequência é entre 1 e 2 vezes por semana no início do tratamento.

 

Indicações

  • Cervicalgias;
  • Lombalgias;
  • Hérnias de disco e cervicais;
  • Ciatalgias;
  • Desequilíbrios físicos, orgânicos e do sistema nervoso central oriundos de fatores externos (postura inadequada, excesso de esforço, esforços repetitivos, estresse, desequilíbrios emocionais, etc);
  • Remove qualquer compressão nos nervos espinhais;
  • Ajuda na recuperação da capacidade de transmissão dos impulsos nervosos do sistema nervoso central para tecidos e órgãos do corpo.

 

Benefícios

Uma das principais vantagens do tratamento com a quiropraxia é a obtenção de terapias rápidas. Ainda que muitos resultados sejam obtidos a longo prazo, muitos efeitos já podem ser sentidos logo após as primeiras sessões, fazendo com que esse seja um bom mecanismo para pessoas com demandas urgentes. Alívio de dores, melhora do funcionamento sistêmico, aumento do bem estar, promove o relaxamento.

Além disso, a prática é recomendada para todas as idades e, junto ao manuseio corporal, o profissional irá indicar outras atividades que visam melhorar a qualidade de vida, como correções de postura, melhorias de comportamento alimentar e indicação de outros profissionais para atuar em conjunto.

 

Contra Indicações

  • Desordens articulares: como artrite reumatóide, espondiloartropatias e desmineração com deslocamento anatômico, além de fraturas e deslocamentos ósseos;
  • Transtornos que envolvem o enfraquecimento e destruição óssea: como tumores ósseos e infecções ósseas e articulares;
  • Desordens circulatórias e hematológicas: como síndrome da insuficiência vertebrobasilar e aneurisma;
  • Desordens neurológicas: como mielopatia aguda, hipertensão intracraniana, síndrome da cauda equina;
  • Fatores psicológicos: pacientes com disfunções psicológicas podem comprometer a avaliação do quiropraxista e resultar em tratamentos inadequados. Entre os quadros estão a hipocondria, a simulação de sintomas e a personalidade dependente.