Radiofrequência

O que é Radiofrequência

A Radiofrequência é um tratamento estético utilizado no combate à flacidez tissular (de pele), rugas, linhas de expressão, gordura localizada, celulite e estrias.

 

Como funciona o tratamento

Ela utiliza uma radiação de espectro eletromagnético que gera calor entre 30 Khz a 300 Mhz. Esse tipo de calor alcança os tecidos mais profundos, mantendo a superfície da pele, a epiderme, resfriada e protegida. Portanto a cliente sente o calor, mas algo que é suportável. O aquecimento da radiofrequência começa a partir da camada basal. Na derme papilar e reticular, camadas mais profundas, a radiofrequência ocasiona a contração das fibras colágenas existentes e estimula a formação de novas fibras, tornando-as mais eficientes na sustentação da pele.

O equipamento ocasiona um efeito imediato e um tardio. Num primeiro momento, a radiofrequência vai causar a contração das fibras de colágeno e elastina, gerando um efeito “lifting”. Dentro de 14 a 21 dias após a aplicação, vai acontecer a neocolagênase, que é uma estimulação do fibroblasto para maior produção de colágeno e assim formar novas fibras, melhorando o aspecto da pele. Como resultado, há uma pele mais hidratada, e mais firme.

Só se obtém a neocolagênase na faixa de 38ºC a 40ºC do uso do equipamento na epiderme. Esta temperatura é medida pela pessoa que aplica o equipamento através de um termômetro infra-vermelho na superfície da pele. Na derme, a temperatura estará pelo menos 2 graus a mais. Por isso, não podemos ultrapassar 41ºC na temperatura superficial. É importantíssimo que o equipamento seja manipulado por uma pessoa capaz de usá-lo, com a potência correta para a área trabalhada – para não queimar a epiderme e não desnaturar as proteínas na derme, o que geraria mais flacidez no tecido – pois ocasiona a destruição das fibras de sustentação.

 

Indicações

  • Diminuir as rugas;
  • Melhorar a aparência da pele;
  • Melhorar  a qualidade e reorganizar as fibras do colágeno e elastina
  • Intensificar a microcirculação;
  • Aumentar a oxigenação e hidratação da pele;
  • Acelerar a eliminação de toxinas;
  • Reduzir celulite;
  • Tratar estrias e fibroses;
  • Melhorar a aparência das cicatrizes;
  • Combater a gordura localizada na barriga, culote, flancos, braços, papada;
  • Combater a flacidez em qualquer área do corpo.

 

Resultados 

Por ser eficaz para diminuir a camada adiposa, também pode ser feito uso da radiofrequência para celulite, uma vez que reduz a inflamação das células de gordura e melhora o aspecto dos “furinhos na pele". Como a técnica diminui a camada adiposa, a pele fica mais tonificada, pois aumenta oxigênio e nutrição do tecido e realiza a neocolagênese (formação de um novo colágeno).

Na radiofrequência para o rosto, os resultados incluem pele mais firme e rejuvenescida graças ao estímulo ao colágeno. Na radiofrequência para o corpo, há redução da camada de gordura e melhora da celulite devido ao aumento do metabolismo das células da camada adiposa.

A durabilidade do procedimento depende do grau das rugas, celulites e flacidez, assim como da quantidade de gordura e hábitos de vida da pessoa que se submete ao tratamento. A manutenção dos resultados é fundamental no tratamento de flacidez e rejuvenescimento.

 

Contra Indicações

  • Febre;
  • Gravidez;
  • Durante a quimioterapia;
  • Em caso do indivíduo possuir doenças do colágeno que o quelóide, por exemplo;
  • Prótese metálica na região a ser tratada;
  • Pacemaker;
  • Hipertensão arterial;
  • Diabetes pela alteração da sensibilidade no local a ser tratado.